SÍNDROME DO PÂNICO - tratamento e cura

Como escutar nosso Anjo da Guarda



Deixe seu anjo da guarda soprar em seus ouvidos as mais belas palavras de amor.

Você reconhecerá sua presença, porque seu anjo é luminoso e cheio de gratidão.

Ele lhe ensinará que a vida é um caminho de renovação, de aprendizado e lhe aquecerá o coração.

Toda vez que ele chega perto, um calor , uma serenidade, toma o nosso ser.

Anjo guardião, espírito de bondade, faça-nos ouvir suas canções, que louvam o Divino!

Perdão, caridade, fraternidade...

Suas palavras sempre  abençoam nossa caminhada por essa vida.

E em nossos tropeços ele nos reergue e nos reanima.

Anjo da guarda, deixai-nos ouvir a sua voz, amém!





O termo anjo, do latim angelus e do grego ángelos , significa mensageiro. Algumas religiões o consideram como um ser celestial que tem por tarefa zelar pelo homem e cada um de nós tem seu anjo protetor.


As imagens dos anjos trazem sempre semblante luminoso, aureolas brilhantes e asas.


Os estudiosos do tema têm uma classificação para cada espécie de anjo e descrevem a hierarquia que os compõem. Nada mais justo e natural, pois em todas as manifestações divinas, há uma harmonia que impera e ordena todas as coisas.


No espiritismo, o anjo da guarda é apresentado como um espírito que foi designado a trabalhar como protetor do encarnado, seja por afinidade ou por missão e denomina-se mentor.


As visões de anjos descritas nas religiões podem ser traduzidas por diferentes óticas. Um homem que com seu chacra Ajna, o terceiro olho,  visualizou um ser espiritual, há milênios, descreveu a imagem conforme seu entendimento na época.


Para cada pessoa e crença, em períodos e culturas diferentes, a visão multidimensional é interpretada de acordo com o padrão mental e o nível de consciência individual.


Anjo da guarda, mentor, ser de luz ou eu superior, são algumas denominações que podemos utilizar para o mesmo fim, não nos prendendo, em demasia,  a necessidade racional de codificar, rotular.


Como tenho minhas raízes no espiritismo e considero amplamente coerente os seus ensinamentos, trago como base o conhecimento espírita para a compreensão da dimensão astral.  O espírito, conforme seu grau de evolução possui uma roupagem própria. Sabemos que quanto mais evoluído, mais luz apresenta.


 A aura é o envoltório luminoso que muitos encarnados descrevem em suas visões. Ela é constituída por energia, emanada do próprio espírito em comunhão com seu padrão vibratório.  Quanto mais luminosa, maior o grau de evolução espiritual. A aura densa e escura denota uma maior dependência às emoções, pensamentos e atitudes egoicas, que são viciosas e agem como uma “droga”.


As asas dos anjos, nada mais são que a capacidade de volitar e transpor barreiras da física materialista. O espírito não precisa de asas para voar, como os pássaros. Sua sutileza proporciona condições de ir e vir pela força de seu pensamento.


Em seus livros, psicografados por Chico Xavier, André Luiz nos fala sobre a volitação e também a possibilidade que o espírito tem de viajar no espaço e no tempo.


Volitação é a habilidade do espírito para se deslocar sob certas circunstâncias e conforme seu grau evolutivo.  Ele eleva-se do solo numa espécie de voo sem asas.


A aparição desses seres iluminados leva a crer que sejam espíritos mais evoluídos. Há também que considerar a capacidade para plasmar seus corpos perispirituais. Eles podem surgir aos olhos humanos com a aparência que escolherem, inclusive como anjos alados.


O anjo da guarda também pode ser nosso eu superior, visto pelo prisma psico- transpessoal. Ele nos observa e nos protege, é o nosso buddha interno. Podemos dizer que o demônio  é nosso ego e o anjo é nosso eu superior. Quanto mais nos desprendemos do egoísmo, mas próximos ficamos de nosso anjo da guarda.


Seja como for, para entrarmos em contato com essa energia e consciência luminosa, precisamos elevar nosso padrão energético. Existe uma grande distância vibracional entre nós e nosso anjo. Isso ocorre pelo fato de estarmos encarnados nessa massa densa do planeta. Vivemos numa psicosfera pesada que dificulta nossa ascensão e a descida dos espíritos mais iluminados. Imagine se você tivesse que ficar num local com pouco oxigênio, um buraco escuro e mal cheiroso... Para os espíritos mais evoluídos é bastante complicado adentrar as regiões terrenas.


Em grande parte, os espíritos de luz não conseguem acessar nosso pensamento conturbado e muito menos fazer aparições!


Alguns médiuns tem mais facilidade de visualizar, sempre através da terceira visão. Em raríssimos casos há a materialização do espírito. Para tanto, são necessários recursos ectoplasmáticos pouco disponíveis, além de outras dificuldades.


Se você quer ouvir os conselhos de seu anjo, mentor ou eu superior, vou lhe ensinar alguns passos:



·        Toda conexão espiritual elevada, inicia-se por acalmarmos a mente egoica. Comece sua conexão indo para um local tranquilo, em que possa alterar sua vibração interior.


·        Feche os olhos, faça inspirações pelo nariz, sinta o ar inflando seu abdome e seu peito e em seguida expire lentamente pela boca. Repita esse processo por 3 vezes.


·        Foque sua atenção em si mesmo, visualize luz ao seu redor e pergunte ao seu anjo o que quiser.


·        Para saber se é ele ou você mesmo quem está respondendo, é simples.  A primeira resposta é a do anjo e, o que vier depois é sua mente racionalizando. O anjo da guarda será bondoso em suas respostas, carinhoso e acolhedor. Porém, sempre será cauteloso e evitará quaisquer julgamentos ou preconceitos. Pense que se você fizesse ao seu anjo da guarda a seguinte pergunta: - devo me jogar do precipício?, ele nunca diria que sim. Do mesmo jeito, você saberá distinguir  entre a voz de seu anjo e de sua própria mente.




Digamos que esteja passando por dificuldades e que precise fazer uma escolha entre dois caminhos. Você o reconhecerá e poderá anotar em um papel, todas as vezes que ele lhe disser algo. Nem sempre por palavras, algumas vezes por acontecimentos ou ideias que vem ao acordar, como intuição.


Parece difícil?  Nem tanto... Você perceberá, aos poucos, que a luta que se trava em si mesmo é parte da dualidade a qual estamos sujeitos. Então se entregue mais a observação.


Em algumas ocasiões, o conselho que seu anjo lhe dará parecerá ser “contrário aos conceitos que você preza”. Porém, não esqueça que estamos alienados à prisão das crenças e valores limitantes da mente!

Nosso anjo da guarda jamais interferirá em nosso livre arbítrio. Então não espere respostas “prontas”. Você terá que fazer sua parte, porque o aprendizado é seu.

Estamos aqui encarnados e temos que nos responsabilizar por nossas escolhas, porém nosso anjo guardião, sempre que possível, estará intercedendo por nós.

Ele nos acolhe, ampara e faz sua luz alcançar a nossa alma.

Relaxe, inspire e sinta a paz que ele lhe oferta, basta que  você deixe que ele se manifeste!  



Seja Amor!

Comentários