SÍNDROME DO PÂNICO - tratamento e cura

TVP - Terapia de Vidas Passadas




A nossa mente é tão complexa quanto misteriosa e esconde um repertório extenso de vivências. Algumas experiências são facilmente recordadas; entretanto outras, aparentemente esquecidas, ficam armazenadas no inconsciente.

Lembremos ou não de todos os fatos, seremos sempre o resultado dessas experiências que acumulamos. As nossas atitudes, pensamentos e emoções são respostas programadas segundo o que aprendemos.

A Terapia de Vidas Passadas entende esse processo mental de forma muito mais abrangente que outras psicoterapias, pois busca as causas dos desequilíbrios psicossomáticos em traumas e fixações vivenciados em outras vidas no conceito reencarnacionista.

A terapia não é nenhuma panaceia como alguns procuram fantasiar. Trata-se de uma técnica simples na qual o terapeuta direciona, através de práticas próprias, o afloramento de memórias passadas e a identificação das mesmas.

Ainda há muita especulação a respeito da espiritualidade e das terapias voltadas à saúde espiritual, pelo fato de algumas pessoas, mal intencionadas, tornarem o que é tão simples e natural em algo místico e esotérico.

Precisamos desvincular a espiritualidade do ocultismo, da religião e dos preconceitos. Já é tempo de abandonarmos os fantasmas dos filmes de terror que os "enlatados" e a cultura ocidental consumista e materialista persistem em "vender" como verdade.

A morte para algumas culturas,  em especial no oriente, é considerada uma parte de um todo, que compõe a natureza de todos os seres.

Falar sobre a morte é essencial à integridade do ser que busca a transmutação do medo, que é uma emoção contraria ao amor e a vida plena.

A TVP é uma porta que se abre para a compreensão dos sofrimentos atuais, dos problemas familiares, das doenças que nos acometem o corpo e a alma.

Nadya Prem

O processo terapêutico na TVP é composto de 08 sessões e pode ser realizado também à distância através do Skype.

Para mais informações entre em contato com Nadya Prem através do e-mail  nadyaprado@uol.com.br

Comentários