Intoxicação Energética e Autodefesa - causas,sintomas, consequências, tratamento



As pessoas não fazem ideia do quanto é comum e corriqueira a troca energética, que acontece nos ambientes que frequentamos, com quem falamos e, às vezes, mesmo sem qualquer interação perceptível, bastando uma troca de olhares ou de sintonia vibratória. Comunicamo-nos com o mundo, em primeiro lugar, por meio da aura, interagindo no oceano energético no qual estamos imersos.
Estamos suscetíveis, captando e assimilando ideias, pensamentos, sentimentos que pairam na psicosfera, que é exatamente este campo energético psíquico. Cada pensamento e sentimento tem uma forma, uma cor, uma vibração que se misturam, da psicosfera individual para a coletiva.  
No planeta Terra vibramos, em maioria, ainda, na sintonia energética das expiações e provas, que comandam o fluxo de vida terreno, mais voltado ao campo das emoções animalizadas e egoístas. Portanto, nem sempre, é muito fácil nos libertarmos da psicosfera terrena, que acolhe tantos pensamentos e sentimentos de infelicidade, de sofrimento.
Quando você lembra a relação dos gases com o corpo físico, ao respirar, inspirando oxigênio e descartando o gás carbônico, você pode fazer uma associação deste processo biológico com o que acontece em nosso campo energético.
Respiramos energia, inspiramos e expiramos o prana. Também conhecido como qi ou ch’i, o prana é a energia vital que está presente na Natureza de diversas formas. Tanto quanto o oxigênio que respiramos, o prana pode estar contaminado, poluído. No ar, as partículas dos gases emanados pelos carros e outros poluentes, impactam nossa saúde física quando os inalamos e, do mesmo modo, ocorre com a assimilação do prana.
Concluímos, finalmente, que respiramos pensamentos e sentimentos e podemos nos contaminar com eles.

Alguns sintomas de intoxicação energética mais comuns são:
ü  Cansaço sem explicação aparente;
ü  Olhos pesados e dificuldade para focar imagens;
ü  Enjoo;
ü  Peso na testa e na cabeça;
ü  Sensação de torpor corporal;
ü  Peso nas pernas e nos braços;
ü  Dificuldade para pensar;
ü  Aperto no peito, angústia;
ü  Formigamentos pelo corpo;
ü  Sono inexplicável;
ü  Vontade de comer determinados alimentos.


Quando não tratamos e curamos o nosso campo áurico, das intoxicações que sofremos regularmente, visto à vulnerabilidade em que nos encontramos, chega um momento em que as doenças começam a surgir no corpo físico e os transtornos psicológicos se intensificam, tornando-se crônicos e exacerbados.
Doenças autoimunes, consideradas na medicina pela interação psicossomática, também se intensificam, mediante a psicosfera tóxica, que provoca alterações no sistema imunológico áurico.
A prevenção é a atitude mais sensata para nos mantermos energeticamente saudáveis. Além da prevenção, quando sentimos os sintomas iniciais da intoxicação energética, precisamos urgentemente começar a promover o reequilíbrio, por meio dos instrumentos e medicamentos de ação energética, capazes de higienizar e harmonizar o sistema parafisiológico que mantém o equilíbrio dinâmico de nossa aura. A Naturopaita e a Terapia Transpessoal servem como recursos eficientes para a cura. A visão do ser integral, como um microcosmo sob o comando de cada indivíduo, torna-nos potencialmente autocuradores.
Se você ainda não faz nenhuma prevenção ou tratamento para sua saúde energética, você pode começar agora a se cuidar. Afinal, nunca é tarde para viver com plenitude e saúde. Sim, é possível, apesar da psicosfera em que temos vivido, proporcionarmos a nós mesmos uma vida mais prazerosa e saudável. Aqui deixo para você um presente auspicioso, que irá ajudar em seu caminho de cura energética.

O PORTAL DE LUZ
Todos os dias antes de sair de casa, sente-se por alguns instantes, feche os olhos e visualize a porta principal de seu lar, por onde todos saem e entram. Você pode, se quiser, olhar antes para a porta, levando toda sua atenção à ela, e ao fechar os olhos, ela continuará em sua visão, agora no “terceiro olho”.
Neste momento, comece a visualizar, por toda volta do batente, uma linda luz violeta. Ela é tão forte que reflete sobre toda a porta e além dela. Essa luz banhará a aura de todos que por ali passarem, incluindo a sua. Ela ajudará a formar uma proteção áurica enquanto você estiver na rua e ao voltar, ela será como uma ducha que limpa as energias deletérias que, eventualmente, você tenha captado durante o dia.
Não se esqueça, tenha um compromisso com você mesmo, nesta prática. Você estará, todos os dias, plasmando um portal de luz em seu próprio lar, capaz de ajudar a limpar o seu campo áurico das intoxicações energéticas e ao mesmo tempo, evitando que seu lar também fique impregnado energeticamente.

Namastê

Para atendimento particular, informações e valores:
envie um e-mail aqui nadyaprado@uol.com.br





Comentários